terça-feira, 12 de julho de 2016

Consultor Confiança é convidado a Postar no Blog da DN Automação!

O nosso Consultor Confiança tem ajudado muito nossos parceiros esclarecendo dúvidas sobre diversos assuntos em nosso segmento, por isso, ele foi convidado a postar aqui no blog também e compartilhar todo o seu conhecimento com os leitores. Confira abaixo um dos informativos que mais chamou atenção no último mês.



segunda-feira, 18 de abril de 2016

Tecnologia e experiência de compra são tendências para o varejo

NRF afirma que os Millennials devem regrar o mercado e nova forma de consumir

A NRF Reatil’s Big Show chegou a sua 105° edição consolidando-se como o mais importante evento do varejo a nível global. Neste ano, a feira abordou fortemente a questão do novo perfil de consumidor, os Millennials e como a tecnologia vem de encontro à forma de consumir ditada pela nova geração.

Nascidos entre 1982 e 2000 constituem os Millennials, público que vem impondo mudanças em diversos segmentos de mercado, principalmente no varejo. Essa geração prefere uma boa experiência de compra, do que apenas um produto legal, preferem consumir as marcas que buscam personalização, diferenciação e, por traz de tudo, abraçam uma causa e possuem ideologia.

Outra característica muito forte dos Millennials é a mobilidade e o rápido acesso a internet via dispositivos móveis. Segundo a Fecomércio/RJ, o uso do smartphone já superou o desktop e atualmente configura-se como o principal meio de acesso a internet. Com isso, fica muito mais fácil o acesso a compras on line, pesquisa de preços e informações sobre a loja, identidade da marca e o que ela oferece além de um bom produto ou serviço.   Segundo Felipe Ennes, da GS&ECOMM “Quem conseguir entender os diferentes públicos – Geração Y, Baby Boomers, etc, se dará muito bem neste ano”.

De acordo com a delegação da GS&MD que juntamente com empresários e gestores brasileiros realizaram um tour de experiência exclusivo nas ruas de Nova York que revelou estratégias de negócios criativos e inovadores das principais lojas, o storytelling, a premiunização e o entretenimento são elementos transformadores da experiência de compra. Nova York mostrou que, para inovar, é preciso ter essência, contar uma história, estudar o passado da marca, ser artesanal e personalizar. Ou seja, resgatar a essência da marca para a criação de produtos personalizados e aliá-los a tecnologia de dispositivos móveis, proporcionando assim a experiência que os Millennials desejam no momento de compra.

A personalização é uma forte característica procurada pelos Millennials, segundo Rafael Leivas Nunes da Saphyr Shopping Centers “Quem não personalizar não atingirá o tão falado público dos Millennials, que é quem acabará por carregar nosso mercado daqui para frente. A personalização hoje, vai do pequeno ao gigante” – explica.

Durante a NRF, ficou claro que o varejo deve ser ágil e centrado no consumidor. Sendo necessário ultrapassar as barreiras da loja e entregar uma experiência completa ao público final. Para isso, é preciso propósito, engajamento e customização.

Contudo, os oito conceitos que se destacaram na feira, tornando-se os pontos mais relevantes para o setor varejista foram: personalização massificada, mobilização, premiunização, mentalização, inspiração pelas histórias, revitalização milenização e ecossistemas competitivos.

1.    A personalização deixou de ser tendência e já se tornou realidade em diversos negócios e segmentos, abrindo diversas opções para customizar um produto.

2.    A mobilização remete ao móvel, o fenômeno mudou a forma de interação entre a marca e o consumidor, que busca ter acesso à loja onde e quando quiser.

3.    Premiunização é a experiência, o diferencial da compra e do produto premium. Decorrente da busca pela diferenciação de produtos, lojas, marcas e serviços como contraponto à massificação.

4.    Mentalização deve ser prioritário ao criar conceitos que envolvam alinhamento e comprometimento, com causas e propostas que transcendam os produtos ou serviços oferecidos. Além do papel econômico, as empresas devem se preocupar em como impactam a sociedade.

5.    A inspiração pelas histórias é uma razão a mais para chamar atenção. É a tentativa de criar vínculos, apresentando aquele algo a mais que produtos e serviços. São produções artesanais e originais que buscam um envolvimento emocional com o consumidor.

6.    Revitalização é resgatar elementos que foram referência no passado. A inspiração em coisas passadas, referindo-se ao presente, tem se manifestado no design, na comunicação visual, no merchandising e nos produtos em si.

7.    Milenização é ampliação do comportamento do Millennials e Geração Z para outros segmentos de mercado, incorporando seus valores, práticas e atitudes.  

8.    Ecossistemas Competitivos são formas de integração de competências, complementação de recursos e geração de elementos para atuação conjunta.

Concluímos que a feira traduziu um novo comportamento de consumo, apoiado nos itens citados acima. As empresas devem apoiar-se em recursos tecnológicos para inovar, criar e automatizar a experiência de compra visada pelos Millennials. É preciso também observar as tendências de resgate ao passado, vínculo a causas, propósitos e personalização. A nova geração busca produtos únicos, diferenciados, que apresentem uma ideologia e estejam disponíveis nos meios onn e off line.


FONTE: Revista Mercado&Consumo

segunda-feira, 7 de março de 2016

AFRAC Realiza Consulta à Sefaz sobre a Tributação dos 10% Utilizados em Bares e Restaurantes com o uso do SAT

Associação buscou informar-se sobre como o valor deve ser discriminado na nota fiscal utilizando o equipamento em São Paulo


Com as modificações na legislação para emissão de cupons fiscais e a obrigatoriedade do SAT nos estabelecimentos comerciais na cidade de São Paulo, surgiu a dúvida referente ao valor dos 10% cobrados em relação ao serviço prestado em bares e restaurantes. O impasse seria sobre como este valor deve ser apresentado neste novo sistema.
A AFRAC – Associação Brasileira de Automação para o Comércio – realizou uma Consulta Tributária à SEFAZ do Estado de São Paulo, solicitando informações de como proceder nas vendas com o SAT (cupom fiscal eletrônico), em relação aos tributos à taxa de serviço. Visto que, conforme artigo 37, §4‐A, itens 1 e 2, do Decreto nº 45.490/2000, em São Paulo este valor é isento de ICMS.
Em resposta à consulta, a AFRAC destaca os seguintes pontos trazidos pela SEFAZ/SP:

* Tendo em vista que a gorjeta é um valor que compõe o valor da operação, embora, atualmente, seja excluída da base de cálculo do imposto, entendemos que a sua discriminação no documento fiscal deve ser efetuada no campo relativo às informações dos dados do produto, como um item em linha separada (artigo 37, § 4ºA, “2”, do RICMS/2000), como qualquer um dos outros itens da operação (alimentos, bebidas e outras mercadorias).

* Como, em virtude da peculiaridade da redução de base de cálculo em apreço, que corresponde exatamente ao valor cobrado a título de gorjeta em item apartado do documento fiscal (valor sobre o qual não recairá o imposto, equivalendo, portanto, a uma isenção parcial), deverá ser utilizado o Código de Situação Tributária CST 040 (isenção). Deve ainda, nesse caso, ser observado o artigo 187 do RICMS/2000.

* Por fim, informamos que, na hipótese de não serem atendidos todos os requisitos exigidos pelo § 4ºA do artigo 37 do RICMS/2000, o benefício em estudo não poderá ser usufruído, devendo, nesse caso, ser calculado o imposto também sobre a gorjeta. Sendo assim, a gorjeta deverá continuar a ser indicada no documento fiscal de forma proporcional a cada item de fornecimento (rateio), ou seja, o percentual do valor total dado a título de gorjeta deve ser acrescido a cada um dos itens fornecidos (alimentação, bebidas e outras mercadorias) e tributado pela respectiva alíquota.


FONTE: AFRAC

terça-feira, 1 de março de 2016

Agora o ano começa de vez!

Já se passaram as festas de final de ano, o carnaval, janeiro e fevereiro. Oficialmente o mês de março marca o ponta pé inicial no trabalho, na volta às aulas e tudo parece que volta “ao normal”. Clique no vídeo abaixo e veja como a DN Automação está lhe aguardando!


video

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Confira o passo-a-passo da instalação do SAT em São Paulo

A apresentação abaixo ensina como ativar o SAT em São Paulo. Este material foi elaborado com base nas informações fornecidas pela Sefaz/SP.



CLIQUE AQUI PARA VER A APRESENTAÇÃO

CLIQUE AQUI E CONHEÇA OS MODELOS  NA PÁGINA DA DN AUTOMAÇÃO